segunda-feira, 6 de abril de 2009

APONTAMENTOS À MARGEM (5): LIVRO

António Rego Chaves
Livros com Ideias dentro


Cavalo de Ferro, 2008

Recolha de uma série de recensões críticas de António Rego Chaves, publicadas no Diário de Notícias. Escrevendo sobre quarenta e quatro obras de diferentes autores, será possível encontrar no seu conjunto a perspectiva pessoal do seu autor? Julgo que ARC nos revela a sua biblioteca de eleição, onde não é difícil descobrir as motivações democráticas e humanistas que lhe regem as leituras, na abordagem de temas que vão da filosofia, à religião e à política.

Selecciono apenas alguns capítulos para exemplo do que afirmo:

ARENDT – Que é isso de “totalitarismo”? (sobre Le Magazinne Littéraire, “Annah Arendt – Penser le monde aujourd’hui. Setembro de 2005)
HANS KÜNG - À espera de João XXIV ( sobre Hans Küng, A Igreja Católica – Breve História, Grandes Temas. Círculo de Leitores, 2004)
HOBBSBAWM – Inglês, historiador, comunista (sobre Eric Hobbsbawm, Tempos Interessantes – Uma vida no séc. XX. Campo das Letras, 2005)
MARX – Ideias “claras e distintas” (sobre Arnaud Spire, Marx esse Desconhecido. Instituto Piaget, 2004)
UNAMUNO – Em luta contra a morte (sobre Miguel de Unamuno, A Agonia do Cristianismo. Livros Cotovia, 2004)
VATICANO II – Sabotagem e sepultamento (sobre Vaticano II – 40 anos depois, organização de Ângelo Cardita, Ariadne Editora, 2005)
WILD – De Marx a Lautréamont (sobre Oscar Wilde, O Espírito Humano no Socialismo. Edições Dinossauro, 2005).

São capítulos com cerca de 3/4 pág’s, que podem ser lidos pela ordem ditada pelos nossos interesses e curiosidade, ao ritmo que entendermos e com proveito mais do que provável. Voltarei a alguns destes capítulos em próximas ocasiões.

2 comentários: